Saúde Integral

07/07/2021 08h00

Vacinas protegem os pets das doenças de inverno

Entre as principais doenças que atacam os pets nessa época de baixas temperaturas estão a agudização de dores e doenças infecciosas do trato respiratório.

Por Nosso Bem Estar

Ermolaev Alexandr/AdobeStock/NBE
Pets

Vacinas protegem os pets das doenças de inverno

À frente do hospital veterinário Dr. Álvaro Abreu, em Canela/RS, o médico veterinário Álvaro Cézar de Abreu observa o agravamento de várias doenças respiratórias em pets em tempos de frio, que poderiam ser evitadas caso fosse feita a vacinação adequada.

Segundo ele, no caso dos cães, a preocupação maior é com a gripe canina - altamente contagiosa, causada pelo vírus da Parainfluenza e pela bactéria Bordetella - cujo sintoma inicial é tosse, podendo evoluir para uma pneumonia.

Os gatos, em geral, sofrem com a rinotraqueíte (causada por vírus), que ocasiona secreção ocular e nasal e, em alguns casos, também evolui para pneumonia.

Mas a notícia boa é que existem vacinas para prevenir as duas doenças.

O médico Álvaro Abreu orienta que os cães devem ser vacinados uma vez por ano (no caso de adultos). Filhotes precisam iniciar a vacinação aos três meses e, vinte e um dias depois, tomar a segunda dose, além de receberem reforço vacinal uma vez por ano.

Os felinos devem ser imunizados com a vacina quádrupla, que protege contra quatro doenças. É feita uma vez por ano em gatos adultos. Em filhotes deve ser iniciada a aplicação com sessenta dias de vida. Vinte e um dias depois é feito o reforço e, a partir desse, repetir a vacinação uma vez por ano. 

O médico veterinário Álvaro Cézar de Abreu é também Diretor da Regional Sul da Associação Brasileira dos Hospitais Veterinários e Conselheiro da Sociedade de Veterinária do Rio Grande do Sul.

X