Bem-estar

30/04/2021 09h00

O caminho se faz ao andar

#AMIGOS #AVENTURA #CAMINHADA #DESAFIO #DESOPILA #CICLOTURISMO #NATUREZA #RESPIRAFUNDO #APROVEITA #DELÍCIA

Por Nosso Bem Estar

Gustavo Agne – Divulgação/NBE
Ciclo1

O caminho se faz ao andar

Você certamente já deve ter observado um número bem maior de ciclistas andando pelas cidades e pelas estradas, desde que a pandemia começou.

Não é por acaso. Pedalar e fazer caminhadas têm sido uma alternativa de transporte seguro e eficiente também para evitar a circulação do vírus, ao mesmo tempo em que colabora para a prática de exercício físico.

A própria Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou orientações sobre como se deslocar durante o surto de Covid-19, defendendo o ciclismo e a caminhada para limitar o contato físico e para prevenir o contágio.

Em vários países da Europa, isso se traduziu na ampliação de rotas urbanas exclusivas para bicicletas. No Brasil o que se observa ainda é o uso de bikes e caminhadas para o lazer. E desde que a pandemia iniciou, praticamente explodiu a procura por bicicletas e por rotas de caminhadas.

PRIVILEGIADOS

As paisagens do Rio Grande do Sul são de tirar o fôlego. Diversidade de culturas e gastronomia para todos os gostos tornam o Estado um vasto roteiro privilegiado para ser palmilhado a pé ou de bike.

 “As atividades ao ar livre são extremamente benéficas nestes tempos de confinamento, desde que tenhamos todos os cuidados sanitários”, afirma Luis Marcelo Rodrigues, que trabalha com assessoria e capacitação para o desenvolvimento de produtos de ecoturismo e turismo de aventura, com especialização na área de segurança. Entre os roteiros que ele elaborou estão o Circuito de Cicloturismo da Rota Romântica, Circuito de Garibaldi, Pampa de Bike e Caminhos de Caravaggio. “A atividade de ciclismo se mostra como próspera para este momento crítico que estamos, pois é uma experiência que concilia a liberdade com a prática de atividade física”, pontua.

O Rio Grande do Sul conta com sete circuitos de cicloturismo autoguiados e bem estruturados. Para os demais roteiros, Luis Marcelo recomenda que os cliclistas procurem guias e/ou agências de viagens certificadas em boas práticas  e com um sistema de segurança implementado.

EXPERIÊNCIAS

Daniel Hunger, da agência Pedalando no Sul observa que os roteiros de cicloturismo são organizados por grau de dificuldade e há opções para todos os níveis.

Segundo Daniel, dependendo da bandeira sanitária em vigor, as operadoras não podem vender pacotes para grupos. “Sabemos a importância do cicloturismo para a saúde física e psíquica. É possível praticar sem colocar ninguém em risco. O mercado cresceu muito e vai se manter. Acredito que uma nova cultura que esteja surgindo” diz o coordenador da Pedalando no Sul.

Quem não se habilita para pedalar, pode optar por trilhas de caminhadas ou de contemplação. Márcio Crestani, da operadora Trilha do Viajante, acredita que as pessoas vão se voltar cada vez mais para a natureza. “Existem alternativas para todas as idades, desde caminhadas de meio turno a trechos de mais de 200 quilômetros”, explica.

A Criúva Operadora de Turismo Receptivo se especializou nos atrativos de Criúva, na Serra Gaúcha, terra dos “Irmãos Bertussi” e conhecida como a “Capital da Traquilidade”. A equipe é formada por membros da família “Traslatti Pante”, o que garante de imediato uma hospitalidade acolhedora. “Cada um de nós tem seu jeito de ser, suas formações profissionais na área e gostos por diferentes esportes na natureza. Gostamos de receber familiares e amigos da melhor maneira junto à natureza”, conta Guadalupe Pante, cuja operadora completa 20 anos em 2021.

Ande e desfrute...

...mas lembre-se de manter os protocolos sanitários, reverência pelas culturas locais e o respeito pelo meio ambiente. Vejas algumas dicas:

Caminho Gaúcho de Santiago de Compostela – Em Santo Antônio da Patrulha. O percurso é reconhecido pelo Consulado da Espanha no Brasil.

Caminhos de Caravaggio – para quem quer unir contato com a natureza e fé. O percurso passa por 20 igrejas na Serra gaúcha.

Rota Romântica – Inspirado num circuito existente na Alemanha. Inicia em São Leopoldo e vai até São Francisco - 14 municípios. Bike e caminhadas.

Caminho das Missões – Pelas antigas estradas missioneiras que ligavam as reduções jesuíticas guaranis dos sete povos das Missões.

Pampa de Bike – Em Dom Pedrito e Bagé

GramadoBike – 7 Rotas de 17 a 42 km.

Vale do Espumante em Garibaldi – Bike- 3 Rotas: de 21 a 55 km.

Cascatas e Montanhas – Bike - Rolante, Riozinho e São Francisco de Paula.

Trilha noturna – Através da Criúva Operadora, que também oferece outras trilhas na região da Serra Gaúcha.

Morro do Osso e Morro da Tapera – Em Porto Alegre. Bike e caminhada.

Reserva Ecológica da Família Lima Vale Germânico. Bike e caminhada.

Quinta da Estância Em Viamão. Bike e caminhada.

Picada Verão Vale Germânico. Bike e caminhada.

Sabores e Saberes – Vale do Caí. Bike e caminhada.

Trilhas e Memórias – Vale do Taquari. Bike e caminhada.

SEMPRE VAI TER UMA TRILHA PERTO DE VOCÊ.

 

Créditos: Gustavo Luz/Divulgação/NBE

                   Operadora Criúva/Divulgação/NBE

 

X