Guia de qualidade

S%c3%a3o pietro prime day hospital
São Pietro Saúde promove live gratuita sobre infecção urinária em 29 de junho
De Guilherme
A São Pietro Saúde irá realizar uma live gratuita sobre infecção urinária. Com a chegada do inverno e dos dias mais frios, tradicionalmente há um aumento no número de casos desta infecção, atingindo especialmente a população feminina - mas também homens, crianças e idosos. Causas, sintomas e tratamento serão os principais aspectos debatidos por cinco médicos urologistas no canal de YouTube do Grupo São Pietro na terça-feira, dia 29 de junho, a partir das 19h30.

A Infecção do Trato Urinário (ITU) afeta de 50% a 80% das mulheres em algum momento da vida, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo. No entanto, não é um problema apenas da população feminina, especialmente nos meses mais frios do ano. As pessoas tendem a ingerir menos líquido com a diminuição do calor, tendo como consequência menos vontade de urinar, prejudicando a limpeza do canal da uretra.

“Existem diversas atitudes simples que as pessoas podem adotar no dia a dia para reduzir os riscos de uma infecção urinária. Beber água com frequência, por exemplo, tem grande relevância para a eliminação de resíduos prejudiciais na bexiga. A prevenção e o cuidado permanente com o corpo e o bem-estar são sempre o melhor caminho para uma vida saudável”, afirma o Dr. Felipe Rocha, médico da São Pietro Saúde com especialização em Cirurgia Geral e Urologia.

Durante a live da São Pietro Saúde, os médicos urologistas irão diferenciar as infecções urinárias mais prevalentes. Enquanto a pielonefrite acomete os rins, a cistite afeta a bexiga e a uretrite impacta a região da uretra. Saber detectar os sintomas mais recorrentes, diagnosticar e agir preventivamente são alguns dos pontos importantes para evitar que a ITU leve a quadros mais graves de saúde.
"A infecção urinária é um problema grave por ser uma patologia muito frequente a nossa comunidade, acometendo principalmente as mulheres, em uma proporção de 10 a 20 vezes maior que os homens", alerta o Dr. Felipe Rocha. Ainda de acordo com o médico, "48% das mulheres apresentam pelo menos um episódio de infecção urinária ao longo da vida, estando relacionada à atividade sexual, gestação e menopausa. Isto ocorre pois as mulheres possuem uma uretra curta, facilitando a contaminação da urina com bactérias intestinais que permanecem na região vaginal. Já as infecções urinárias em homens são mais frequentes após os 50 anos, devido a patologias prostáticas que propiciam o esvaziamento incompleto da bexiga após a micção".

O Dr. Felipe Rocha também destaca que a infecção urinária pode surgir de diversos tipos de bactérias, inclusive hospitalares. A Escherichia Coli, por exemplo, é a bactéria mais frequente na infecção urinária e faz parte da flora intestinal normal. "Isto preocupa muitos os especialistas, pois estas bactérias podem apresentar resistência aos antibióticos mais simples, sendo necessária hospitalização para seu tratamento. Devemos estar atentos aos sintomas de infecção urinária, que são: aumento da frequência urinária, dor ao urinar, urina mal cheirosa, dor lombar que podem ser seguidos de febre e mal estar", afirma o médico urologista.

A São Pietro Saúde é referência no atendimento de urologia no Sul do Brasil. Sua unidade de Uro & Oftalmo Center localizada no Hub da Saúde Max Plaza, em Canoas, traz um atendimento humanizado e tecnologia de ponta (com equipamentos e a chancela da Zeiss Reference Center). O Grupo São Pietro ainda mantém em Porto Alegre um corpo clínico especializado para o Pronto Atendimento Urológico, no Prime Day Hospital.

Debatedores da live São Pietro Saúde sobre Infecção Urinária:
• Dr. Daniel Consul Ferreira: médico graduado pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre – UFCSPA. Possui especializações em cirurgia geral e urologia.
• Dra. Karin Jaeger Anzolch: graduada pela PUCRS, com especializações em cirurgia e urologia. Realizou formação complementar em urologia no Canadá e, posteriormente, em urologia feminina e disfunções miccionais. É mestre e doutora em Ciências Cirúrgicas pela UFRGS.
• Dr. Felipe Rocha: graduado em medicina pela PUCRS, com especialização em Cirurgia Geral e Urologia. Realizou diversas formações complementares no Canadá e nos Estados Unidos em cirurgia e urologia. Suas áreas de atuação incluem a uro-oncologia, cálculos renais, estenose de uretra e deficiência androgênica do envelhecimento masculino.
• Dr. Marcus Vinicius da Silva Azenha: graduado em Medicina pela Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre – UFCSPA, com especializações em Cirurgia Geral, Cirurgia Pediátrica e Urologia Pediátrica. É pesquisador do Ambulatório de Anomalias da Diferenciação Sexual (PADS).
• Mediação do debate: Dr. Luciano Zuffo, médico urologista, Diretor da São Pietro Saúde e presidente da Somédica - Associação Médica de Canoas.

Sobre a São Pietro Saúde
Há mais de 10 anos prestando serviços diferenciados, a São Pietro Saúde oferece atenção em diversas especialidades da área da saúde para proporcionar aos pacientes a melhor experiência, com atendimento de qualidade, inovação e humanização. É referência no Sul do Brasil em Oftalmologia, Urologia e Traumatologia. Já a gestão sênior do Grupo São Pietro traz tecnologias de ponta e uma equipe de alto nível especializada para exercer suas funções, tendo em seu DNA um conjunto de benefícios que eleva os resultados de forma sustentável e lucrativa. A São Pietro Saúde possui matriz em Porto Alegre e também está presente em Canoas, Esteio e Portão. Mais informações em: www.saopietro.com.br.