Saúde Integral

31/08/2021 08h00

Açucarados deverão ter mais impostos

Movimento pela alta tributação desses produtos pode trazer benefícios para a saúde da população e para a economia do país.

Por Nosso Bem Estar

Adobe Stock / NBE
Refri

Açucarados deverão ter mais impostos

O consumo de bebidas adoçadas está associado a um maior risco de excesso de peso e obesidade na infância e na vida adulta, entre outras doenças, e também a um maior risco de morte.

Segundo o IBGE, mais de 60% dos adultos e um em cada cinco adolescentes entre 15 e 17 anos estão com excesso de peso no Brasil e a obesidade já atinge 25% dos adultos. O problema avança para crianças de 5 a 9 anos: um em cada três já apresenta excesso de peso. A crescente oferta de produtos ultraprocessados, que são acessíveis, baratos e com intenso apelo publicitário, contribui para o quadro.

Campanhas de conscientização da população são importantes, mas não são suficientes. Surge agora um movimento pela alta tributação desses produtos – a exemplo do ocorrido com os cigarros.  Uma solução que pode trazer benefícios para a saúde da população e para a economia do país.

A tributação de bebidas ultraprocessadas adoçadas é uma das estratégias recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para combater a obesidade e garantir vidas saudáveis. A medida já está implementada em mais de 50 países e regiões do mundo.

O aumento do preço nas bebidas adoçadas desestimula o seu consumo e promove a substituição por bebidas mais saudáveis. Saiba mais.

X