Saúde Integral

27/01/2021 07h00

Tutores e seus pets compartilham doenças?

Os pets começaram a fazer parte do nosso sistema familiar e, não raramente, atuam como sinalizadores de processo de adoecimento da família e do ambiente.

Por Janaina de Souza

WAYHOMESTUDIO/FREEPIK/NBE
Young  1

Tutores e seus pets compartilham doenças?

A partir de minhas formações   em terapias  na área holística - Barras de Access ®; Thetahealing ®; Reiki; Radiestesia e Radiônica - e de estudos em Física Quântica,  percebi que o processo de adoecimento dos animais humanos (seres humanos) está diretamente relacionado às emoções, pensamentos e também ao ambiente em que vivemos.

Com base nesses conhecimentos e na minha experiência como médica veterinária integrativa, comecei a estudar sobre: como acontece essa relação quando se trata de animais não humanos? Será que o adoecimento deles não poderia estar relacionado também às alterações dos pensamentos e emoções dos humanos, ou do ambiente em que esses pets estão vivendo?

A constatação através de casos clínicos é de que o adoecimento dos pets está relacionado a desequilíbrios dos tutores. Tomemos como exemplo um pet que desenvolve um tumor no fígado.  Na medicina chinesa, o fígado esta relacionado à raiva; então convido o tutor a avaliar sobre a presença da raiva na sua vida ou no ambiente familiar e a partir dai abrimos esta visão integrativa.

Nos últimos anos trouxemos os pets para dentro das nossas casas, reduzimos o contato deles com a natureza e os contatos com outros pets da mesma espécie. Ao limitar o contato com a própria terra, limitamos, por consequência, a sua capacidade de transmutar as energias. Os pets começaram a fazer parte do nosso sistema familiar e muitas vezes atuam como sinalizadores de processo de adoecimento da família e do ambiente.

MAS COMO OS ANIMAIS NÃO HUMANOS CAPTAM ESTAS ENERGIAS?

Assim como nós, os animais também possuem chakras  -  rodas de energia que  existem aos milhares em nosso corpo, ainda que sejam mais conhecidos os sete chakras principais. O chakras são vórtices que não param de girar, agindo como antenas, recebendo e emitindo sinais de energia vital em pontos específicos do nosso corpo. Os chakras regem a nossa estabilidade física, intelectual, emocional e espiritual. Quando um chakra está desequilibrado, afeta os órgãos ao seu redor. 

Os chakras são influenciados por toda a energia que movimentamos de forma consciente e inconsciente. Essa energia se comunica com a energia dos nossos animais de estimação causando desequilíbrios nos seus chakras e consequentemente em seus órgãos físicos. Normalmente, pets com desequilíbrios no chakra básico, por exemplo, também terão algum tutor ou familiar com desequilíbrio no chakra básico.

O QUE NOS DIZEM AS MEDICINAS ORIENTAIS?

A medicina ayurveda nos ensina muito sobre a nossa relação com a natureza, conscientizando de que nós fazemos parte de tudo e do todo; que estamos inseridos no universo e o universo esta inserido em nós. O mesmo acontece com tudo o que habita neste planeta, as plantas, os animais não humanos, as casas, os carros, tudo é energia.

A medicina tradicional chinesa, possui algumas características diferentes da medicina ayurveda, mas com uma abordagem muito semelhante. A medicina chinesa enfatiza a relação das emoções com nosso adoecimento. Por exemplo: o medo afeta a bexiga, a raiva o fígado, a preocupação o estômago, a ansiedade o coração e a tristeza os problemas pulmonares.

* COMO IDENTIFICAR QUAL SENTIMENTO ESTÁ EM DESEQUILÍBRIO, RESULTANDO EM ALGUMA ENFERMIDADE?

No momento que conscientizamos que a doença é uma somatização do desequilíbrio mental, emocional e espiritual do nosso corpo, abrimos nossa consciência para buscar o que realmente esta causando o adoecimento.

Complementando o processo de cura dos tutores, utilizamos as ferramentas da Medicina Veterinária Integrativa para identificar e tratar  os desequilíbrios energéticos dos pets. 

 

*Janaina de Souza – Médica Veterinária Integrativa e Terapeuta holística para pessoas (animais humanos).

X